Óleos essenciais para bebês

O uso de óleos essenciais é popular entre os adultos para a gama de benefícios para a saúde que eles trazem. No entanto, o uso de óleos essenciais em bebês e crianças mais velhas tem um conjunto de regras completamente diferente.

O uso incorreto de óleos essenciais nos pequeninos pode ter efeitos nocivos à saúde. É por isso que é tão importante que os pais tenham uma boa compreensão dos óleos essenciais que são seguros para o bebê.

Benefícios para a saúde de óleos essenciais

Os benefícios de saúde físicos e psicológicos contidos em algumas gotas de óleos essenciais são bastante notáveis. Como estes passam facilmente através das paredes e membranas celulares, os benefícios terapêuticos são diretamente administrados onde são necessários em todo o corpo. Aqui estão alguns dos mais importantes benefícios para a saúde dos óleos essenciais:

  • Os óleos essenciais são usados medicinalmente para matar bactérias, fungos e vírus. Pesquisas mostram que a maioria dos vírus, fungos e bactérias não pode viver na presença de muitos óleos essenciais.
  • Estimulam a regeneração do tecido e dos nervos . Os óleos essenciais de grau terapêutico podem atuar até mesmo para oxigenar e transportar nutrientes para as células.
  • Eles ajudam na remoção de dióxido de carbono, toxinas e outros resíduos do corpo.
  • Os aromas dos óleos ajudam a equilibrar as frequências elétricas do cérebro, permitindo que ele funcione de maneira mais otimizada e eficiente.
  • Quando inalados, certos componentes dos óleos essenciais ajudam a liberar o trauma emocional.

No entanto, ao escolher e usar óleos essenciais seguros para bebês e crianças, existem algumas regras e informações que todos os pais devem seguir e conhecer.

Guia de Óleos essenciais para crianças

Nunca use óleos essenciais em bebês com menos de três meses. Segundo os especialistas existem duas grandes razões para isso:

1) Os óleos essenciais podem afetar o olfato de um recém-nascido – uma das maneiras pelas quais um recém-nascido navega em seu pequeno mundo é através de seu olfato. Pesquisas confirmam que os recém-nascidos podem reconhecer o cheiro da mãe, incluindo o leite materno. Portanto, qualquer coisa que interfira nisso – incluindo os óleos essenciais – deve ser evitada, pois pode interferir na alimentação do bebê.

2) Óleos essenciais podem danificar a pele de um recém-nascido – A pele de um recém-nascido é nova e certamente muito mais delicada do que a de um adulto. Como tal, os pais devem ser muito seletivos sobre o que aplicam na pele do bebê. Também tenha em mente que os óleos essenciais são absorvidos pelo corpo através da pele.

No entanto, uma vez que a criança passa oficialmente sua fase de recém-nascido (três meses), existem óleos essenciais seguros e muito eficazes para o bebê e que podem ser usados para tratar diversos sintomas.

Dicas essenciais de segurança

Antes de falar sobre os óleos essenciais seguros para o bebê, lembre-se destas importantes dicas de segurança:

  • Nunca aplique óleos essenciais não diluídos diretamente na pele do bebê. Em vez disso, dilua em um óleo transportador primeiro. Alguns exemplos de óleos veiculares são: óleos de girassol e de coco. Especialistas sugerem evitar o azeite.
  • A Associação Internacional de Aromaterapia Holística recomenda diluir o óleo essencial para apenas 0,5 a 2,5 por cento quando se trata de bebês.
  • Evite usar os seguintes óleos essenciais que são conhecidos irritantes da pele: tomilho, orégano, citronela, canela, louro, cominho, erva-cidreira, limão verbena.
  • Mantenha os óleos essenciais longe das vias aéreas do bebê.
  • Evite usar difusores se a criança tiver asma ou algum problema respiratório.

Agora que superamos as informações importantes sobre segurança, vamos passar para os tipos de óleos que você pode usar com segurança em seu bebê e os benefícios para a saúde desses óleos.

Óleos essenciais seguros para o bebê e como usá-los

Aqui está uma lista de óleos essenciais seguros para o bebê:

  • Lavanda: Um estudo de 2016 descobriu que o óleo de lavanda pode ajudar a tratar a dor em bebês. Outro estudo sugeriu que esse óleo poderia ajudar a aliviar a cólica.
  • Camomila: Não há estudos sobre a eficácia deste óleo. Mas aqueles que o usam juram por suas propriedades calmantes e sugerem que algumas gotas sejam adicionadas ao banho do bebê, ou em um difusor.
  • Eucalipto: Este é um óleo essencial ideal para aliviar narizes entupidos. Adicione uma gota ou duas a um banho morno e veja o resultado.
  • Dill: Este óleo calmante ajuda a tratar o desconforto da indigestão. Basta diluir uma gota em um óleo transportador, misturar e massagear a pele do bebê.
  • Mandarim: Similar à lavanda, a mandarina tem um efeito calmante e uma bela fragrância. Diluir e usar em uma massagem ou difundir.

Existem três maneiras principais que você pode usar óleos essenciais seguros para o bebê.

1. Em uma massagem

Massagens no bebê podem ser feitas para aliviar a cólica, ou para acalmar e relaxar o pequeno depois de um banho e também como ritual de preparação para a hora de dormir.

  • Para alívio das cólicas: usando um toque muito leve, mova os dedos ao redor do umbigo do bebê. No começo o bebê pode não gostar, mas logo vai se acostumando ao seu toque e vai sentindo uma melhora da dor. Um óleo suave para usar é óleo de lavanda diluído. Apenas uma gota suavemente aquecida entre suas mãos. Experimente usar no bebê o colar de âmbar para ajudar com as cólicas.
  • Para uma massagem regular: Aqueça uma gota ou duas de óleo essencial de lavanda diluído esfregando-a entre as mãos. Comece pelas pernas do seu bebê e mova-se suavemente para cima. Quando chegar à barriga e ao peito do bebé, alise as mãos e faça pequenos círculos com os dedos.

2. No banho do bebê

Basta adicionar uma gota ou duas de seu óleo essencial preferido em um banho quente.

3. Em um difusor

Vendido em lojas especializadas e até pela internet. Apenas certifique-se de usar óleos essenciais seguros apenas para bebês e ventile bem o quarto. Além disso, siga as instruções.

Os seguintes óleos são ótimos para difusão:

  • Lavanda
  • Laranja
  • Limão
  • Rosa
  • Mandarim
  • Alecrim

* Nota: Os óleos essenciais NUNCA devem substituir a medicação se o seu filho estiver doente. Fale com o seu pediatra antes de usar óleo essencial no seu bebê. Além disso, você deve sempre consultar um médico antes de qualquer sinal de doença em seu filho e antes de recorrer ao tratamento em casa.

Artigo escrito pelo Time Petit Papillon Bebê & Criança

Escreva um comentário